Bem-vindos ao blogue

 

Não nasci para isto: na escola, odiava os dias de corta-mato e, na equipa de futebol, era defesa esquerdo e só queria ver a bola lá longe, com o extremo direito. Correr? Só os 100m e descansar a seguir. Convenci-me de que não era feito para correr. Quase anos mais tarde, no ginásio, comecei a substituir os “dias de perna” (custam!) por corridas na passadeira; não fazia o mesmo efeito, mas era alguma coisa. Pela mesma altura, descobri no telemóvel da mulher a app Nike Running. Por curiosidade em ver aquilo funcionar, corri, ou rastejei, de telemóvel na mão, para ver o mapa do percurso, a altimetria, a distância e a variação na velocidade. Achei engraçado, mas doíam-me os pés, os tornozelos, as canelas, os joelhos e por aí fora, até ao pescoço e fiquei arrumado quase uma semana. Irritou-me não conseguir fazer o que tanta gente (muita dela mais velha, ou mais pesada), faz sem dificuldade. Comecei a visitar sites com dicas para iniciantes (com planos de treino tentadores para a transição “do sofá aos 5 Km”), a entusiasmar-me em fóruns, a ver grandes momentos do atletismo português no YouTube e, quando dei por mim, estava a fazer os tais 5 Km com regularidade, sentindo cada vez menos cansaço a cada saída para a ciclovia. Fui aumentando as distâncias e, no final de 2016, fui desafiado a participar numa corrida. Fiz o que seria impensável há escassos meses e, a partir do momento em que cortei a meta, percebi que estava só a começar…

Hoje, sete meses mais tarde e com três “meias” nas pernas, só penso em quantos dias faltam para a próxima corrida… a Maratona de Bruges… e o que se seguirá.

Fiquei “agarrado” ao running (não gosto da palavra, prefiro corrida…) há pouco tempo, por isso sei que há ainda muito para descobrir. Como gosto de escrever mas não tinha experiência em gerir blogues, abri este cantinho para aprender algo de novo e me divertir um pouco. Conto partilhar experiências relacionadas com o mundo da corrida: os treinos, o equipamento, as provas e suas peripécias, o convívio e amizades, e talvez algo mais que me venha à cabeça. Se conseguir inspirar alguém a correr (ou correr mais), ajudar a escolher entre produto ‘x’ e ‘y’, ou a despertar a curiosidade para novos percursos e corridas, óptimo!

Obrigado pela visita!

12 Comments

  • Miguel says:

    Parabéns pela a iniciativa! Desejo o maior sucesso!

  • João Lima says:

    Muito bem vindo à blogosfera!

    Desejo toda a sorte do mundo para a estreia em Maratona. Momento inesquecível 🙂

    Como me habituei a correr ao ar livre, só com 6 anos de corrida é que experimentei uma passadeira. Achei horrível! Para quem aí começa, tudo bem, mas tentar uma passadeira depois de tantos anos ao ar livre, não dá mesmo 🙂

    Um abraço e longa vida ao blogue!

    • Baptista says:

      Viva João!

      É uma honra contar ter este espaço “apadrinhado” por uma lenda viva do pelotão 🙂

      Realmente depois de correr na rua, voltar à passadeira, só para fazer o teste da passada, eheh

      Obrigado pelos teus votos de boa sorte. Como em muito na vida, começam-se estes projectos com muita vontade… depois é que são elas. Vamos ver como as coisas correm 🙂

      Um grande abraço e vamos-nos lendo!

  • Ana Pereira says:

    E pronto cá estamos nós a fazer o que gostamos retirando o melhor da cada treino , de cada participação. É uma grande terapia pelo menos para mim e estou certa que para tantos outros também. Boa sorte nas próximas provas e obrigada por partilhares conosco as tuas experiências e emoções Pedro! 😊

    • Baptista says:

      Podes crer, Ana! Correr é limpar a cabeça de tudo e ainda faz bem ao corpo. Com ou sem outras complicações na vida, recomendo a todos! Cá estarei para partilhar as coisas boas desta comunidade. É um gosto ter-te por cá! Bons treinos e boa preparação para Setembro 🙂

  • Fabiana Fão says:

    Ahhhh descobri o teu cantinho após o teu comentário no meu blog (que ainda não respondi mas vou fazê-lo em breve) 🙂

    Já estive a espreitar os teus tempos e… Meu Deus! Que inveja! Deves ser uma das lebres que passou por mim na marginal este domingo de manhã não? 😛

    Bons treinos para essa maratona!

    • Baptista says:

      Olá e bem-vinda! E eu descobri o teu blogue através do João Lima, “o Padrinho”, eheh

      Nestes meses tenho ido à Marginal algumas vezes, mas nunca de manhã… por isso foram outras lebres que passaram por ti 🙂 Isto dos tempos é relativo, há sempre quem faça muito menos ou muito mais, mas estou muito satisfeito. E, pelo que vejo dos teus, também não vais nada mal! Provavelmente, no princípio, nem acreditávamos ser possível fazer 10 Km seguidos… a maior vitória é mesmo o “acreditar” e “fazer” 🙂

      Obrigado e força para as aventuras que se avizinham 🙂

  • M. a asmática says:

    Espera lá que eu não tinha percebido que eras novato aqui… Bem-vindo!
    Nós que gostamos de correr e da corrida (sou portuguesa, também prefiro corrida ao estrangeirismo Running) agradecemos mais uma pessoa para partilhar connosco as suas façanhas e dicas !

    Aprendi a correr na passadeira, quando disse a mim mesma que não ia ser mais sedentária e que a asma não me ia vencer. Como nunca pratiquei nenhum desporto e pouco ou nada fazia, tinha muita vergonha de ginásios é muito mais de tentar ir correr para a rua. Arranjei uma passadeira e comecei a tentar correr, bem devagarinho, que hoje em dia percebo que é andar, e aos poucos comecei a fazer 5km é um pouco mais e lá me aventurei na rua! Actualmente já não consigo correr em passadeiras, acho um tédio!

    Ainda bem que a mulher tenha a aplicação da Nike que te fez querer experimentar nem que fosse a para ver os ‘desenhos’ ihih

    Boas corridas!

    • Baptista says:

      Obrigado e sê muito bem-vinda! As dicas que aqui vou dar (ainda não dei nenhuma, mas em breve vou falar de algumas coisas que uso) são de alguém completamente amador e inexperiente… 🙂

      É verdade, a passadeira torna-se horrível depois de se experimentar correr ao ar livre. Uso só em casos excepcionais (furacões, nevões, etc.) e mesmo nessas alturas quase me arrependo, eheh

      Também comecei a correr pouco, devagar, e com queixas pelo corpo todo por falta de hábito, mas com vontade tudo se consegue.

      Vai aparecendo e boa sorte na tua nova aventura!

  • N. says:

    Pronto, já cá cheguei também! 🙂
    Bem-vindo!
    Os tempos que fazes contradizem a tua primeira frase: tu nasceste para isto!
    Continuação de bons treinos e provas!
    Abraço!

    • Baptista says:

      Grande N, bem-vindo 🙂

      Só eu sei o que o coração guinchou das primeiras vezes que o levei a dar este tipo de voltinhas, eheh

      Cheguei à conclusão que, a não ser por motivos de saúde graves, somos todos “Nascidos para correr”, como diz o livro (que provavelmente já leste).

      Força para o Outono/Inverno, abraço!

Leave a Comment